Fisioterapia com Especialidades

Síndrome Dolorosa Miofacial

     A Síndrome Dolorosa Miofascial (SDM) caracteriza-se por ser uma condição dolorosa muscular que afeta, geralmente de maneira isolada, várias regiões do corpo, como coluna cervical, coluna lombar, cintura escapular, cintura pélvica e vários outros pontos do corpo.

     No exame físico, apresenta bandas musculares tensas palpáveis, representados pelos nódulos musculares, onde se identificam pontos intensamente dolorosos, os pontos-gatilhos que, quando estimulados, ocasionam dor intensa local que pode se irradiar para outros locais próximos ao ponto de dor.

     Costuma afetar apenas uma região do corpo de cada vez. A dor pode ser ocasionada por algum trauma (acidentes), por sobrecarga em determinadas regiões (erguer peso, alterações posturais, atletas de final de semana) ou por estresses emocionais.

     Pessoas afetadas pela Síndrome Dolorosa Miofascial, podem ter alterações no sono, fadiga e intolerância a exercícios físicos.

     Muitos profissionais da área da saúde têm dificuldade para reconhecer a SDM, apesar de apresentar uma prevalência de 85-93% em centros de dor e ser uma das causas mais comuns de dor e incapacidade em pessoas com dores musculoesqueléticas.

     Alguns Sintomas e Características da Síndrome Dolorosa Miofacial Dor difusa em um músculo ou grupo muscular; dor regional em peso, queimação ou latejamento, surtos de dor à distância ou referida,queixas de dormências sem diagnóstico neurológico,banda muscular tensa palpável,presença de pontos-gatilho ativos e/ou latentes,reprodução das queixas pela compressão do ponto gatilho,diminuição da dor após estiramento do músculo ou agulhamento do ponto gatilho,encurtamento muscular.....

     O tratamento fisioterapeutico consiste em quatro etapas: inativar o ponto gatilho, relaxar as fibras musculares doente, ganhar amplitude de movimento e elasticidade e por fim adotar medidas preventivas a reincidência da dor. Entre os recursos da fisioterapia alguns se mostram mais eficientes no tratamento dessa síndrome como a Acupuntura, fisioterapia manipulativa, exercícios específicos, na presença de desvios posturais uso de palmilhas postural e ortopédica é muito bem indicada e com boa resposta terapêutica , entre outros.


Dra Lisiane Chaves Vieira

Fisioterapeuta Crefito: 5/15463 F
Especialista em Acupuntura
Formação em Podoposturologia
Formação em Ergonomia
Especialista em Quiropraxia
Pós Graduanda em Osteopatia